28 de mar de 2011

CADEIA PRODUTIVA DE CERÂMICA

      Produção tem forte impacto ambiental e deve ser planejada de modo a diminuir emissão de poluentes e perda de qualidade dos produtos.
      A indústria de cerâmica é caracterizada por duas etapas: primária – que envolve exploração e explotação¹ –; e transformação – que é a elaboração do produto  final. Essas fases, estão intimamente interligadas e interferem no desempenho de toda a cadeia produtiva.

      O setor da Cerâmica Vermelha Para Construção (CVPC) utiliza a argila comum como matéria-prima. A massa resultante pode ser simples ou natural, sendo composta por matéria orgânica, impurezas e minerais de ferro, que permitem que a massa atinja um ponto de maturação a baixas temperaturas (entre 900 e 1.100°C). As argilas podem ser de três tipos: residuais, sedimentares e diagenéticas.

      Durante a preparação da massa, busca-se, plasticidade e fusibilidade. Essas duas características permitem que a massa possa ser trabalhada e tenha resistência mecânica durante a queima.
Consumo Energético

      Em 2006, a energia consumida, para uso industrial, foi estimada em 3,5 milhões de Toneladas Equivalentes de Petróleo (TEP), o que corresponde a 11,6 MWh. A lenha como fonte energética, representou quase 50% de todo o consumo de energia pelo setor cerâmico, seguida pelo gás natural (26%) e óleo combustível.

      O grande volume de lenha queimado na produção da cerâmica, solta substâncias que provocam forte impacto ambiental. Além disso, apresenta baixo rendimento energético, quei nterfere na qualidade e nos padrões técnicos dos produtos, resultando em até 30% de perda.

      Dessa forma, a sugestão é que os produtores analisem a possibilidade de usar outras fontes de energia, deixando de usar a lenha e, assim, minimizando aspectos ambientais e proporcionando menor perda produtiva pelo fato de outras fontes poderem apresentar maior poder energético.

1 - Para as geociências a explotação é um termo técnico usado para a retirada, extração ou obtenção de recursos naturais, geralmente não renováveis, para fins de aproveitamento econômico, pelo seu beneficiamento, transformação e utilização.

Fonte: SEBRAE Nacional 



27 de mar de 2011

Dia 28 de março Dia do Revisor


No dia 28 de março comemoramos o Dia do Revisor.
        Tal como o goleiro no futebol, o revisor, na editora, é aquele que evita o pior (o gol adversário, o erro de digitação, a escorregada gramatical, a incoerência que ninguém percebeu etc.).
No entanto, é também o revisor quem mais sofre com as derrotas de um texto. Ele é o último homem (ou a última mulher) a ler o livro antes da fase de impressão gráfica, quando não há retorno...
Monteiro Lobato dizia que a tarefa do revisor era das mais ingratas. Que o erro ou a falha se escondiam durante o processo de confecção do livro para, depois de tudo pronto, aparecer na primeira página aberta, como um saci danado, pulando, debochando do revisor.
O revisor é um caçador de distrações. Uma de suas maiores alegrias (em que há uma pitada de vaidade) é encontrar deslizes do autor, perceber as gralhas que ninguém viu antes, corrigir detalhes que iam passar despercebidos.
O revisor revisa com amor.
O revisor sai de manhã, caneta em punho, em busca de verbos mal conjugados e vírgulas fugitivas.
O revisor revisa com dor.
O revisor chega em casa, à noite, com o coração cheio de parágrafos amputados e tópicos frasais remendados.
O revisor revisa com ardor.
O revisor enfrenta moinhos de vento que de fato moem o vento de palavras que o vento não leva.
Madrugadas insones, manhãs e tardes quentes, noites chuvosas, o revisor vai pulando as linhas e entrelinhas do texto em busca das ciladas armadas sabe Deus por quem.
O revisor entrega o seu trabalho bem suado e abençoado. Recebe as moedas de prata que são, na verdade, moedas de ouro. Recolhe seus instrumentos de caça, enxuga o rosto, sorri. Sabendo que o autor poderá reclamar de suas intervenções, que poderá referir-se ao revisor, gritando: quem mexeu no meu texto?!
O mérito da frase perfeita é do autor.
O crime do erro cometido será do revisor.
O revisor, porém, não se considera um injustiçado. O revisor vitimista abandonou a profissão no primeiro dia. O verdadeiro revisor, como o goleiro no futebol, sabe que nasceu para ficar ali, na pior posição de todas, para agarrar centenas de bolas difíceis e, talvez, deixar passar a mais fácil de todas

28 de Março – Dia do Diagramador

diagram2
Diagramação (ou paginação) é o ato de diagramar (paginar) e diz respeito a distribuir os elementos gráficos no espaço limitado da página impressa ou outros meios. É uma das práticas principais do design gráfico, pois a diagramação é essencialmente design tipográfico. Entre as diretrizes principais da diagramação podemos destacar a hierarquia tipográfica e a legibilidade. A diagramação é aplicada em diversas mídias como jornaislivrosrevistascartazes,sinalizaçãowebsites, inclusive na televisão.
Atualmente, um diagramador também tem sido considerado, no Brasil e no exterior, um designer gráfico. Mesmo assim a diagramação não é uma atividade limitada a uma profissão específica. Em alguns cursos de biblioteconomia ou jornalismo mais tradicional o designer gráfico é chamado apenas dediagramador.
A diagramação de publicações costuma seguir as determinações de um projeto gráfico, para que, entre outras coisas, se mantenha uma identidade em toda a publicação. Na diagramação, a habilidade ou conhecimento mais importante é o uso da tipografia.

Dia do Circo: Artistas da TV lutam para que arte circense permaneça viva

Divulgação/TV Globo

Cássio Reis, que venceu uma das edições do “Circo do Faustão”, quadro do programa dominical de Fausto Silva, também se emocionou com a arte circense durante os treinos para o programa (foto acima). Para o ator “a maior dificuldade é ao mesmo tempo a maior vitória: vencer os limites do próprio corpo”, já que se exige muita força física para alguns números.
“Sempre curti ir e estar no circo. Quando fui convidado para o programa pensei nos prós e contras e não achei nenhuma alternativa para não aceitar fazer e aprender uma arte única. Foi uma das experiências mais incríveis de minha vida, quando puder estar 100% conectado com minha mente e corpo e, desde então, a disciplina que o circo me ensinou exercito no meu dia a dia”, disse ao Famosidades.
Mas se os profissionais de circo são tão talentosos quanto os de TV, porque eles não são tão reconhecidos quanto às celebridades que estampam as capas de revista? Talvez pela exposição, o que não tira o brilhantismo desses artistas que não podem contar com a edição da TV ou do cinema.
“Um profissional de circo é tão artista ou ainda mais artista que um profissional de TV. Na televisão existe a edição, a gravação, o jogo de câmeras, os truques que a 'magia' da TV possui. O circo é real, ao vivo, com a possibilidade do erro. Esse é o segredo do encanto e alegria do circo, todos erramos e quando acertamos, sorrimos!”, elogiou Cássio.

Casamento de principe William terá bolo decorado com flores

O príncipe William e a futura princesa, Kate Middleton, já escolheram o modelo do bolo do casamento mais esperado do ano. A dupla encomendou um modelo decorado com as flores nacionais do Reino Unido: a rosa, da Inglaterra, o cardo, da Escócia, o narciso, de Gales, e o trevo, da Irlanda.
FAMOSIDADES
O bolo, que terá vários andares, será distribuído na recepção que a rainha Elizabeth II oferecerá aos noivos após a cerimônia religiosa. A encomenda foi feita em uma famosa loja de doces britânica. O casamento de William e Kate será realizado no dia 28 de abril na Abadia de Westminster, em Londres.

24 de mar de 2011

CHUVAS ABENÇOAM O SERTÃO E ILHAM MORADORES DO BAIRRO CRUZ DO MONTE


As chuvas que caem em Parelhas trazem muitas alegrias e esperanças para os dias futuros, mas também bastante dificuldades para os moradores do Bairro Cruz do Monte que sofrem com o alagamento e os enormes buracos que ficam como resultado da enorme força das águas, dificultando assim a locomoção das pessoas e a passagem de veículos.
Além do mais as águas trazem doenças que contaminam as crianças causando graves problemas de saúde.

Para os moradores a Prefeitura devia se posicionar para resolver o problema que existe a muito tempo.
“Deviam pavimentar essa rua, fazer alguma coisa. Estamos cansados de ver a Prefeitura colocando sacas de areia nessa área, deviam saber que isso não vai solucionar o problema, além do mais estamos fartos de convocar a Caern para que eles venham colar a encanação após a chuva”. Disse a moradora Maria das Vitórias da Rua João Caetano no Bairro Cruz do Monte.

“Toda vez que chove forte falta água na minha casa, devido ao rompimento do cano principal do abastecimento de água”. Disse a idosa Senhora Josina moradora da mesma rua.

Fonte: TV Parelhas

21 de mar de 2011

Dia Internacional da Mulher

Car@s leitor@s, como estamos no mês de março, não podemos deixar passar em branco o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Este dia foi escolhido e proclamado dia da mulher durante a 2ª. Conferência de Mulheres Socialistas, em Copenhague, no ano de 1910. A data representa a luta das mulheres pela conquista de direitos em homenagem a um grupo de 129 mulheres tecelãs que lutavam pela redução da jornada de trabalho em Nova Iorque, Estados Unidos. Este grupo foi violentamente reprimido. Os donos da fábrica juntamente com policiais mataram queimadas as mulheres dentro da mesma, elas morreram por reivindicar melhores salários e condições de trabalho.
Hoje, 154 anos depois, muitos comemoram o dia da mulher com festas e presentes, porém, ainda vemos muitas mulheres sofrerem maus-tratos e discriminação.
O verdadeiro sentido do Dia Internacional da Mulher está em lutar por seus direitos e contra todo tipo de discriminação. Porque se hoje podemos sair para trabalhar, fazer uma faculdade, participar ativamente da política – direito de votar e ser votada – e até mesmo andar de calças compridas, foi porque existiram mulheres que lutaram contra a discriminação e preconceito e muitas outras morreram por isso.
Que o dia da mulher possa ser comemorado a cada dia, com seus direitos respeitados e garantidos, sem violência, preconceito e discriminação. Por isso, parabéns para nós mulheres, não só porque somos boazinhas, dedicadas, amorosas, carinhosas, pacientes, emotivas e ternas, mas porque também somos mulheres inteligentes, racionais, fortes, corajosas, centradas, desafiadoras e que temos vontades, desejos, opinião e direito de viver uma vida feliz sem preconceito e discriminação sexual.

Fonte: raissapaula.blogspot.com

18 de mar de 2011

FOLHA PARELHENSE VENCE AÇÃO TRABALHISTA

Comunidade no Orkut      "No final do ano passado uma jovem que vendia jornais resolveu colocar o Folha Parelhense na justiça alegando severas condições de trabalho e pedindo uma indenização de R$ 17.000 (Dezessete mil reais). Começou ali uma luta para provar a nossa inocência e a má intenção da jovem. A nossa advogada Drª Fabiana conseguiu com muita competência provar que não havia vinculo empregatício da jovem com o jornal.


      Essa situação criou em nossa equipe uma insegurança muito grande, pois sempre quisemos fazer o melhor, mesmo diante de tantas dificuldades e barreiras, sempre quisemos que o jornal fosse da população parelhense. Assim como um filho, cuidamos dele. O jornal não é nosso, é de todos que assim como nós, amam Parelhas e, desejamos mostrar suas belezas e dificuldades.
      Entramos em crise, e demoramos pra sair dela, mas estamos saindo, estamos voltando com força total, com novas ideias e projetos, mesmo que seja carregando as marcas dos ferimentos.
      Deixo aqui nosso agradecimento sincero a tod@s que nos apoiaram, principalmente a Wanderley Filho, Tertuliano Pereira, Alex Bereta, Joelma de Souza e a tod@s @s noss@s assinantes Parelhenses ausentes.
      Aguardem as novidades!"

Fonte: Folha Parelhense ed. 34 ano II de 15 de março de 2011.

Folha Parelhense

A 34ª Edição do Jornal Folha Parelhense já se encontra nos pontos de venda que seguem:
Quiosque de Eriberto à Praça Arnaldo Bezerra;
Seridó Turismo - Clécio Virgílio;
Tertuliano;
Frigorífico Bom Bife próximo à feira livre.

6 de mar de 2011

Parelhas sucumbida pela economia

Dando uma volta pelo Boqueirão para ver como estava a animação do carnaval, porém, ao retornar pela vila dos pescadores, deparou-se com uma situação de calamidade. A pedreira que ali se encontra está como muitos já sabem destruindo a serra da princesa (Figura 1), da nossa princesa. Crateras enormes formadas pela extração de rochas, rochas essas que garantem a receita da empresa e são exportadas. [o Brasil pelo visto nunca deixou de ser Colônia] 

   A população sabe da extração e alguns desaprovam, mas o governo o que acha disso? Quando o governo vai agir para que a nossa serra que forma o boqueirão pare de ser explorada? Vão esperar a capelinha da serra que é um atrativo da cidade vir a baixo? Como ficarão os mitos e lendas do município se a princesa for decapitada? Não é um assunto só para se pensar, mas para agir. Eles poderiam mudar de local, o ideal seria que não explorassem nenhuma serra, mas como é inevitável, pois a economia pesa na cabeça de muitos, então que mantenham a nossa princesa intacta.

                        Figura 1: Serra do Boqueirão, Serra da Princesa.
                        Fonte: Blog Relacionando Você

5 de mar de 2011

Área de infância paga conta do Bolsa Família

Depois de mostrar austeridade fiscal no corte de R$ 50 bilhões no Orçamento, a presidenta Dilma Rousseff contrariou a orientação do corpo técnico do Ministério do Desenvolvimento Social e resolveu bancar um aumento maior para o piso do Bolsa Família. Com a decisão, o governo foi obrigado a enxugar ações sociais. Será reduzido o repasse para prefeituras e quatro programas terão os recursos diminuídos: combate à prostituição de crianças e adolescentes, erradicação do trabalho infantil, inclusão do jovem no mercado de trabalho e atendimento a adolescentes infratores.

O reajuste médio do Bolsa Família foi de 19,4%, e elevou o benefício de R$ 96,00 para R$ 115,00 reais. O benefício jovem (para adolescentes entre 15 e 17anos) passou a ser de R$ 38,00 reais (era de R$ 33,00 reais) e o valor fixo saiu de R$ 68,00 para R$ 70,00 reais. O programa não era reajustado desde setembro de 2009. As novas cifras valem para saques a partir de abril. A intenção da presidenta no aumento maior era estimular as famílias a manter os filhos nas escolas por mais tempo. Um dos fatores condicionantes do valor variável é a frequência escolar. 

A bondade teve efeito nos cofres públicos e elevou em R$ 2,1 bilhões o impacto orçamentário do Bolsa Família. O governo alega já ter R$ 1 bilhão reservado, apesar do corte anunciado. A presidenta enviou ao Congresso projeto que abre crédito suplementar de R$ 755 milhões de reais. O restante, R$ 340 milhões, virá do remanejamento de despesa do Ministério de Desenvolvimento Social. 

Segundo informações da própria pasta, o Projovem perdeu 9,3% de seu orçamento, ou R$ 34,3 milhões de reais. O valor destinado à erradicação do trabalho infantil foi reduzido em 9%. Terá agora cerca de R$ 250 milhões de reais. O programa de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes recebeu uma tesoura de 10%, ou R$ 6,21 milhões. Terá neste ano cerca de R$ 55 milhões para as ações. O Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente em conflito com a Lei recebeu corte de R$ 2,5 milhões, ou 10% da previsão orçamentária para o ano.

Complemento

O restante virá de um corte de 10% nas despesas opcionais do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS). Entre as despesas do FNAS, que totalizam R$ 26,7 bilhões, a imensa maioria é obrigatória. Por exemplo, R$ 23,1 bilhões são destinados a pagamento de pensão para idosos e para pessoas com deficiência. Esse valor é destinado a quem não recebe benefício previdenciário e tem renda mensal inferior a 25% do salário mínimo. 

Para completar os R$ 340 milhões necessários, o sacrifício virá da economia com gastos com passagens e diárias. Em decreto assinado ontem, a presidenta Dilma reduziu em 50% as diárias e passagens de todo o governo federal. A exceção é a área de fiscalização e de poder de polícia, com corte de 25%. 
 

Atualmente

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

.