25 de jul de 2011

“Legalização da maconha” será discutida em evento no RN


O Noade- Núcleo de Orientação e Acompanhamento aos Usuários e Dependentes Químicos de Natal – foi convidado a participar do ciclo de debates que será promovido pela Simulação de Tribunais Constitucionais (STC), no dia 09 de agosto de 2011, às 18h45min, na Biblioteca Central Zila Mamede (UFRN).
Durantes o evento, caberá a coordenadora do Noade, Lucineide Nascimento, mostrar a experiência do Núcleo, abordando os impactos sociais e psicológicos gerados pelo uso de drogas entre crianças, adolescentes, jovens e adultos no município de Natal.
Para a acadêmica de direito e organizadora do ciclo de palestras, Katyúrcia Cardoso, a presença do Noade no evento será essencial para que seja alcançado o objetivo do encontro que é desenvolver um raciocínio lógico, crítico e jurídico sobre a “Legalização da Maconha” no país.

Fonte: Robson Pires

11 de jul de 2011

AO LADO DOS PARELHENSES, SECRETÁRIO DE TURISMO E CULTURA FESTEJA O SUCESSO DO 15º ARRAIÁ DA ZONA SUL



Sempre presente ao lado do seu povo, o Secretário de Turismo e Cultura Carlos Alberto (Carlinhos) da cidade de Parelhas, entre cumprimentos e abraços mostra sua satisfação como Secretário da cidade, e contribuídor direto na atual administração do Prefeito Francisco Medeiros.


Cercado de autoridades, familiares e amigos, Carlinhos, como é carinhosamente chamado pelo povo parelhense, participa desses três dias de festa, vivendo cada momento, colaborando nos detalhes e construindo junto ao povo o sucesso do arraiá da Zona Sul 2011.


Fonte: Carnaúba Fotos

A DEPUTADA FÁTIMA BEZERRA VEIO A PARELHAS CONFERIR A SEGUNDA NOITE DO ARRAIÁ DA ZONA SUL


A segunda noite do Arraiá da Zona Sul contou com a presença da Deputada Federal Fátima Bezerra, que esteve na praça de eventos cumprimentado e parabenizando os parelhenses pela festa.

A apresentação cultural da noite ficou por conta da quadrilha Canto do Sertão, de Jardim do Seridó. O público aplaudiu os artistas pela coreografia e apresentação cheia de efeitos como painéis, fogos de artifício e personagens que contam um pouco da história nordestina, a exemplo de Maria Bonita e Lampião.

A TV Seridó, que é um dos vários meios de comunicação que está fazendo a cobertura do Arraiá fez o sorteio de um balaio com prêmios, que somados são o equivalente a mil reais. O ganhador foi Gervázio Júnior, que além de aproveitar os prêmios, vai viajar para a Praia de Pipa, em Natal com tudo pago e ser acompanhado por uma equipe da TV Seridó que registrará tudo.

Após o sorteio, Parcélio e Paulinho e a Banda Som da Gente deu um show que fez o público vibrar e dançar tocando desde o autentico forró pé de serra, até as puxadas mais marcantes que lembraram as quadrilhas de São João. Depois, J. Gomes se apresentou, mostrando o forró de raiz que trouxe de Campina Grande. Além dele, GUGA e o Forró de Luxo, agradaram o público que dançou até a madrugada.

Fonte: Carnaúba Fotos

GRANDE PÚBLICO SE REÚNE PARA A PRIMEIRA NOITE DO ARRAIÁ DA ZONA SUL


A primeira noite no Arraiá da Zona Sul foi repleta de atrações. Logo de início, as autoridades locais fizeram um discurso de abertura, que foi abrilhantado pela explosão de fogos que anunciou que a festa já estava para começar.

Muitas pessoas foram conferir as apresentações culturais dos Brasileirinhos Multi Mistura, de Parelhas; do Arraiá Maria de Lourdes, de Jardim do Seridó e do Grupo Cultural Brilho do Sertão, de Parelhas. Todos receberam uma homenagem, como lembrança da apresentação em uma das maiores festas do calendário turístico do município.

O Arraiá, que este ano é realizado com recursos próprios, também teve apresentações musicais. O cantor parelhense, Canidé Moreno e a Banda Som Real agitaram com muito forró. O show teve uma pequena pausa devido a um contratempo com o gerador, mas logo todo voltou ao normal. As apresentações seguiram e o público pode dançar até a madrugada com o show da banda Forró do Penerado, também de Parelhas.

A festa continua até o domingo, dia 10 de julho. Hoje a programação também terá apresentações culturais e musicais. Confira a agenda da festa:

Dia 9 de julho de 2011 – Sábado

Apresentações Culturais

- Arraiá Estrela Guia – Carnaúba dos Dantas

- Quadrilha Espalha Brasa – Povoado Santo Antonio

- Orquestra Sanfonica do Seridó e Violões do Seridó, com apresentação das Cangaceiras de Parelhas

Apresentações Musicais

- Parcélio e Paulinho e Forró da Gente – Parelhas

- J. Gomes – Campina Grande

- GUGA e Forró de Luxo – Natal

Dia 10 de julho de 2011 – Domingo

Início as 17h00min

Apresentações Culturais

- Idosos de Parelhas

Pro-Jovem de Equador, Arraiá de Bodó e Arraiá de Luciana – Campo Redondo

Desfile das rainhas das Barracas

Jarbas e Aninha

- Galego de Zabé e os Quentões do Forró

- Ellen Dantas

- Adelange e Banda

-Zeca Ramalho e Banda Avohai

- Sirano e Sirino

- Forrzão Cipó de Boi

Fonte: Carnaúba Fotos

PARELHAS DE BRAÇOS ABERTOS PARA CULTURAL NORDESTINA

QUADRILHA FOGO NO RABO - PICUÍ/PB

BRILHO DO SERTÃO

BRASILEIRINHOS
Tamanho da fonte

Cinema

Um mês depois de promissoras pré- estreias, cineastas cearenses revelam seus próximos planos: criações, negociações comerciais e a prova de um circuito ativo que estimula o Estado


Apesar das inarredáveis dificuldades enfrentadas por quem insiste em fazer cinema no Ceará, não se pode fugir dos fatos: o Estado é um dos que mais produz audiovisual no País. Na última edição do Cine Ceará - Festival Ibero Americano de Cinema, dos três filmes brasileiros selecionados para a mostra competitiva de longas-metragens, dois eram cearenses: "Homens com Cheiro de Flor", de Joe Pimentel, e "Mãe e Filha", de Petrus Cariry, o grande vencedor da disputa. Mas quais os próximos passos desses nomes importantes da cena local?

Negociações

Aparentemente, boa parte deles, ainda que se dedique à divulgação das produções finalizadas, não consegue parar de pensar em novos projetos. Karim Aïnouz, mesmo distante da terra natal, dividindo-se entre São Paulo, a cidade do trabalho, e Berlim, a dos sonhos, já anuncia para 2012 a estreia do longa-metragem produzido entre os dois países: "Praia do Futuro". Antes dele, contudo, a mente não parou: dirigiu, no Rio de Janeiro, "Eclipse de Violeta", baseado na música "Olhos nos Olhos", de Chico Buarque.

O premiado longa "Mãe e Filha", de Petrus Cariry, que foi ovacionado pela plateia durante exibição no Cine Ceará, deve percorrer os circuitos de festivais até o fim do ano. "Quero concorrer a próximos festivais e fazer a primeira exibição internacional do filme. Já recebi alguns convites, mas quero divulgar quando estiver com tudo acertado", adianta. Seu último longa, "O Grão", alcançou com sucesso alguns cinemas internacionais.

"Mãe e Filha" foi rodado no Sertão dos Inhamuns, em que Petrus novamente dialogou com o ambiente de seu último longa. A produção, que contou com o mirrado orçamento de R$ 150 mil, não foi, no entanto, integralmente custeada por apoios. "Metade do valor saiu do nosso bolso", revela. O diretor não está, contudo, preocupado e assegura: "Interessa-me muito mais o valor artístico da obra do que o financeiro. Isso a gente vai dando um jeito". O lançamento comercial do filme deverá ser feito em março.

Mas as negociações com distribuidoras não povoam por completo a mente do cineasta, que j está às voltas com um novo projeto. "Clarice ou Alguma Coisa de Nós Dois" está em seu quinto tratamento de roteiro, mas é ainda considerado "embrionário". "Só posso dizer que, diferente dos outros dois, será um drama urbano", comenta Petrus Cariry.

Como na casa dos Cariry se respira cinema, não apenas o filho está na ativa. O pai, Rosemberg Cariry, também se mantém produzindo. Em conversa rápida, adiantou um pouco de sua nova empreitada: um documentário sobre Cego Aderaldo. "Sempre tive pelo Cego Aderaldo uma grande admiração. Em vários filmes meus, notadamente em ´Corisco e Dadá´ e ´Cine Tupuia´, trabalhei com personagens inspirados nele. Agora tenho a oportunidade de fazer um documentário sobre sua vida", comemora Rosemberg.

Segundo o cineasta, há pelo menos 10 anos está reunindo arquivos, filmando e guardando depoimentos, que renderão não só um documentário em longa metragem, mas também um livro. "No filme, que se chama ´Cego Aderaldo - O Cantador e o Mito´, convidei o cantador Louro Branco para fazer a figura do Cego Aderaldo. Também estou convidando vários cantadores nordestinos para participar, com depoimentos, improvisos e cantorias", comenta o diretor. Segundo Rosemberg, o documentário será lançado nacionalmente pela TV Brasil, em data ainda indefinida.

Wolney Oliveira e Joe Pimentel também vivem os processos de lançamento. Depois do sucesso de mais uma edição do Cine Ceará e da pré-estreia de seu novo longa, Wolney deve entrar em negociação com distribuidores para a estreia comercial de "Os Últimos Cangaceiros", emocionante documentário sobre Durvinha e Moreno, que integraram o bando de Lampião. Tendo escondido sua identidade até mesmo dos filhos, o casal revelou na película sua participa- ção no bando, em lúcidos depoimentos, colhidos a quatro ou cinco anos. Ambos faleceram pouco depois das filmagens.

Já Joe Pimentel comemora um nascimento. "Pari um filho e agora estou cuidado dele", comenta. Progenitor do drama "Homens com cheiro de flor", sobre o sertão e a pistolagem, Joe divide seu tempo entre os trabalhos na Trio Filmes, sua produtora, e os cuidados que o novo filho requer. Afirma que já está conversando com duas distribuidoras e que também pretende participar de festivais. A inserção do diretor em longas aconteceu a partir da codireção de "Bezerra de Menezes - o Diário de um Espírito", em 2008, o primeiro projeto de uma das produtoras mais ativas do mercado cearense: a Estação Luz Filmes.

Espiritualista

É impossível não destacar dentro do cenário local o peso que os filmes espiritualistas adquiriram. A responsável por isso foi a produtora Estação Luz Filmes, integrada à ONG Estação Luz em 2007. Já em 2008 lançaram "Bezerra de Menezes - o Diário de um Espírito", que lotou as salas de cinema. De lá pra cá já foram dois curtas e cinco longas, entre produções e coproduções. "Chico Xavier - O Filme" integrou a lista dos quatro filmes brasileiros que ultrapassaram o patamar de um milhão de espectadores.

Para o produtor executivo Sidney Girão, o sucesso dos filmes espiritualistas indica uma tendência que caiu no gosto do público. "As pessoas apreciam histórias positivas e pretendemos manter essa linha em nossas próximas produções". Trabalhando a todo vapor, a Estação Luz já adianta o lançamento da ficção científica "Área Q" e de "O Filme dos Espíritos", baseado em "O Livro dos Espíritos", de Alan Kardec. A produtora anuncia ainda o trabalho com dois roteiros: uma comédia romântica e um drama, ainda em fase de tratamento.


Fonte: Diário do Nordeste


Comitê da bacia do São Francisco busca alternativas de revitalização


Próximo a nascente
O agricultor Josival Amorim tem uma propriedade de 30 hectares com cultivo irrigado de manga e uva. A área fica a quase 10 quilômetros do Rio São Francisco, na zona rural de Petrolina, sertão de Pernambuco. Josival diz que o rio é o bem mais valioso que há na região sob todos os aspectos, principalmente para a agricultura e geração de energia.
Mas durante os últimos anos, o Rio São Francisco tem sofrido com o mau uso dos recursos. A poluição e o desmatamento da mata ciliar têm mudado o cenário do Velho Chico.
O assoreamento é uma das respostas que o Rio São Francisco tem dado às agressões que têm sofrido. Hoje, por exemplo, é possível andar tranquilamente em uma área onde a profundidade deveria ser de, no mínimo, três metros. A altura da água agora não passa dos 30, 40 centímetros.
O comitê da bacia hidrográfica do Rio São Francisco, responsável pela gestão dos recursos hídricos do rio, esteve reunido em Petrolina para discutir projetos que tragam soluções urgentes para os problemas que ameaçam a sobrevivência da riqueza natural.
O Ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho, disse que estão sendo criados programas de revitalização. Por ano, serão investidos aproximadamente mais de R$ 3 bilhões.
Fonte: G1

Inflação do aluguel acumula alta de 8,25% em 12 meses, mostra FGV


A inflação do aluguel medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários, teve deflação de 0,21% na primeira prévia de julho, segundo aponta levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgado nesta segunda-feira (11). No mesmo período de junho, a variação fora de -0,09%. Em 12 meses, o índice acumula alta de 8,25% e, no ano, de 2,92%.
O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), considerada a inflação do atacado, também teve deflação, de -0,36%, contra -0,53% no mesmo período do mês anterior. A taxa de variação do índice referente a bens finais avançou de -0,50% para -0,04%. No estágio dos bens intermediários, a taxa de variação ficou em 0,21%, contra -0,52%. Quanto à matéria-prima, o índice teve deflação de -1,46%. No mês anterior, a taxa fora de -0,57%.
Preço ao consumidor
Na primeira prévia de julho, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) teve variação negativa de 0,20%, contra 0,18% no mês passado. Das sete classes de despesa que compõem o índice, cinco tiveram decréscimo nas taxas de variação, com maior destaque partindo de alimentação (de -0,82% para -1,09%). As maiores influências foram vistas nos preços de laticínios (de 0,98% para -0,60%), hortaliças e legumes (de -3,73% para -4,83%) e carnes bovinas (de -0,06% para -0,78%).


Seguiram o mesmo comportamento: habitação (de 0,36% para 0,25%), educação, leitura e recreação (de 0,16% para 0,08%), saúde e cuidados pessoais (de 0,45% para 0,42%) e despesas diversas (de 0,07% para 0,05%), com destaque para taxa de água e esgoto residencial (de 0,79% para 0,00%), passagem aérea (de 11,14% para 0,08%), artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,60% para 0,28%) e cerveja (de 1,29% para -0,62%).
Na contramão, tiveram aceleração das variações de preço os grupos transportes (de -1,11% para -0,36%) e vestuário (de 0,54% para 0,89%), com destaque para álcool combustível (de -16,28% para 1,03%) e calçados (de -0,37% para 1,07%).
Construção
O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ficou em 0,66% nesta apuração. No mesmo período de junho, a taxa fora de 2,97%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,39%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,45%. O índice relativo a mão de obra variou 0,93%, contra 5,54% no mês passado.


Fonte: G1
 

Atualmente

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

.